Arquivo

O contínuo de Maria Firmina dos Reis

Maria Firmina dos Reis inaugurou a literatura afro-brasileira e tem, em "Úrsula", o primeiro romance abolicionista do país. Ainda que tenha rompido os portões do anonimato e do apagamento histórico, o próprio meio literário ainda se apresenta como barreira.

Ler mais

Descolonizar a palavra lusófona

A Nova Lusofonia de Vinícius Terra é um movimento em busca de comunhão através da palavra em língua portuguesa e da cultura hip hop. O single "Nasce um novo dia..." é o ponto de partida do seu novo disco, Pra Lvsofonia {...}; da sua trajetória, unindo MCs do Rio de Janeiro e do Porto; e da ideia de que todos devem batalhar pela memória comum.

Ler mais

Fazer nada é impossível

Nicanor Parra, o chileno criador da antipoesia, teve sua primeira antologia publicada recentemente no volume "Só para maiores de 100 anos", lançado pela Editora 34.

Ler mais

O peso, o astro e o amálgama dos sentidos

"O Peso do Pássaro Morto", livro de estreia da Aline Bei, é um fenômeno recente que remete à vida enquanto perda contínua. Os versos abraçam os vazios e perdas da protagonista e redimensionam os limites de gênero e, como romance de formação, desafia a capacidade de estabelecer comunicação e troca pelo silêncio.

Ler mais

A ruptura do humanismo e a vazão da peste

Com cinco livros publicados, o franco-argelino Albert Camus venceu o Prêmio Nobel de Literatura em 1957, com apenas 44 anos. Dois anos depois, ele pegou uma carona com seu editor e morreu quando o motorista bateu o carro. O editor morreu cinco dias depois no hospital. No bolso de Camus, estava o bilhete do trem que ele ia pegar antes da oferta de carona. Em 2017, a editora Record relançou A Peste e outras obras do autor.

Ler mais

Além da vida não existe cura

George Saunders estreou no romance de ficção já colocando um Man Booker Prize, maior prêmio literário em língua inglesa, no currículo, em 2017. O renomado contista texano, aos quase sessenta anos de idade, resolve sair da zona de conforto na carreira (já muitíssimo premiada) para se aventurar na narrativa longa. Não poderia ser mais certeiro.

Ler mais