Podcast #02 — Poesia, Flip 2018 e Ludmilla

Se você ainda não ouviu nosso Podcast #02 — Poesia, Flip 2018 e Ludmilla, confira aqui e agora porque não teremos textão explicativo nessa edição, não (“bloqueio criativo” + “vida de adulto” é uma fórmula incrivelmente eficaz no que tange à falta de sensibilidade com o público, no caso vocês):

Por

Nessa segunda edição do podcast que começa na literatura e não tem onde parar, o Rede Poderosa de Intrigas fala sobre poesia; ou “o alimento da alma”.

Calma, não somos jovens diletantes, mimados e com o ego inflado, porém frágil, e por isso, incapazes de receber quaisquer críticas ou aceitar o mundo como ele é ao vermos que nem todo mundo pode gostar das nossas empreitadas virtuais. Na verdade, as críticas nos colocaram nessa condição subumana de escrever em blogs e, agora, gravar podcasts. Estamos tentando lidar com isso ainda, paciência.

A questão é que a poesia é parte da vida do quórum do Rede Poderosa de Intrigas em níveis diferentes. Caio, do Rede de Intrigas, sempre teve contato com poesia desde muito cedo e o desenvolvimento de seu apego ao gênero foi algo “tão natural quanto a luz do dia”, como diria o poeta Chorão (Charlie “beatbox” Brown). Já a Patrícia, d’O Poderoso Resumão, está pegando agora o gosto pela coisa, apesar de ter sido fortemente desencorajada por leituras precoces de livros basilares da história da literatura no colégio (como ler Os Lusíadas aos treze anos para fazer provas, trabalhos e avaliações toscas).

Da diferença de contato com a poesia, elaboramos questões que achamos que poderiam chegar até vocês aí, do outro lado da telinha e, talvez, com os fones de ouvido. Daí decidimos repartir em dois.

A primeira parte dessa conversa trata da nossa vivência com a poesia em suas múltiplas formas. Abrimos o coração mesmo e puxamos nossas referências, neuroses, amarguras e experiências enquanto leitores.

Também abrimos espaço para tentar pensar a poesia no nosso tempo, com algumas questões mais abrangentes que serão mais aprofundadas na próxima parte, como a galera que faz poesia nas redes sociais e essa coisa toda de mercado editorial num sistema selvagem e como as pessoas consomem poesia hoje.

Aproveitamos, é claro, para fazer um rápido pré-Flip e falamos um pouco de Hilda Hilst. Além dela, tem várias referências no meio do caminho pra vocês pegarem e que estarão linkadas aqui embaixo, certo? Então acabou-se o que era doce e até o próximo podcast!

Sobre os inícios do Caio e da Patrícia na poesia:

Filme — Hurricane (1999) | Bob Dylan — Hurricane

Luis de Camões — Os Lusíadas

Sobre Hilda Hilst e a Flip 2018:

· Instituto Hilda Hilst|Obscena Lucidez

· O natural na poética hilstiana

· O desafio Hilda Hilst

· Flip — Autora homenageada

· El País — Flip 2018

· Leia Mulheres

Dicas de poetas:

· Alejandra Pizarnik

· Anna Akhmátova

· Ana Martins Marques

· Orides Fontela

· Augusto dos Anjos

Para ler poesia:

· Roteiro para ler poesia

· Por que não se lê poesia?

O debate sobre Instapoets:

O Poderoso Resumão

· Blog
· Instagram
· Twitter
· Facebook

Rede de Intrigas

· Blog
· Medium
· Instagram
· Facebook

Para falar com a gente, enviar sugestões, reclamações ou desabafar as derrotas que a vida te proporciona, mande um e-mail para redepoderosadeintrigas@gmail.com